Como são escolhidos os jurados Do festival Cannes?

Acada ano, os meses que antecedem o Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions trazem bastante expectativa aos criativos e profissionais da indústria de comunicação do Brasil. Ser escolhido para participar do júri do mais importante festival de criatividade do mundo é algo que, inevitavelmente, impulsiona a carreira e traz visibilidade para todos que atuam na indústria. A chance de isso acontecer, porém, é bem restrita.

As mudanças que a organização do Festival fez para essa edição de 2018 tornou a escolha dos grupos de jurados algo ainda mais criterioso. A recomposição das categorias e subcategorias, que culminou com a eliminação de algumas e a criação de outras novas e a proposta do festival em tentar diminuir o gigantismo das edições anteriores, fará com que Cannes tenha menos pessoas avaliando as peças neste ano. Algumas categorias que, até o ano passado, contavam com 20 jurados, terão apenas 12.

Entre tantos profissionais que atuam dentro e fora do Brasil, como a organização do festival elege esse seleto grupo que avaliará os mais criativos trabalhos do mundo? De acordo com Flavio Pestana, diretor executivo comercial do Estadão – veículo que representa oficialmente o Cannes Lions no Brasil – existem alguns critérios importantes que possam determinam quais são os brasileiros que têm mais chance de serem escolhidos para o júri do Cannes Lions. 

Além da distribuição equilibrada entre as holdings, o que chama a atenção da organização é o histórico daquele criativo em premiações. “Ter tido trabalhos premiados em Cannes ou em outros grandes festivais internacionais ajuda bastante a fazer o nome do profissional”, comenta Pestana.

Ainda que o profissional cumpra os critérios acima, a passagem para Cannes estará condicionada ao domínio pleno da língua inglesa. “Há muitas discussões e conversas no júri e é preciso ter domínio total do idioma para poder argumentar e discutir sobre as peças com pessoas que vêm de todas as partes do mundo”, comenta o porta-voz do Estadão

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Compart.
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
Pin